Assine o [FEED] e receba nossos posts no seu email!

.

Você acabou de adentrar no mais íntimo do meu ser, na parte onde a poesia reina, onde o instinto poético que me foi presenteado de nascença, me fez exprimir os mais variados sentimentos, onde toda fúria e amor se mesclaram concedendo asas à minha imaginação para combinar cada vernáculo e construir tudo que reside aqui. Aproveita e partilha desse ímpeto...


segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Soneto da Alegria


Ando sambando em parapeito
Dormindo com o inimigo
Votando num sujeito
Que me deu um quilo de "figo".


Essa nação vagabunda
Ganha quem dá mais
Amamos uma bunda
Aqui é terra de paz.


Futebol, samba e Pelé
Gasto meus trocados com "mé"
Quem aqui não tem samba no pé?

O Congresso lugar de gente honesta
Mala preta, mensalão e dólar na cueca
Se você é político vem pra cá fazer a festa.


Claudenor de Albuquerque
Comentários
8 Comentários

Comentário(s)

8 comentários:

"Cantinho Poético" disse...

Minha poesia
É a imagem lúcida
Captada
Do facho de luz
Dos teus olhos,
Que eu converto em palavras.

Oswaldo Antonio Begiato


Saudações Poéticas! Beijos!!

Claudenor disse...

Muito obrigado amiga pelo outro recadinho e pelo poema carinhoso. Grande beijo

Geninha disse...

A verdade nua e crua do nosso
Brasil!
Parabéns Poeta!!
Bjo!!

Claudenor disse...

Muito obrigado cara amiga pelo elogio e sua visita. Nosso país é o mais lindo e o mais corrupto do mundo infelizmente.

Srta. Line disse...

Gostei! Você retratou de uma forma "bem-humorada" a realidade triste do nosso país.

Claudenor disse...

Muito obrigado Aline como sempre passando pro aqui. Obrigado por sua visita. Beijos

Juninho0610 disse...

Gostei da sua foto neste belo soneto :)
EHuehue
Abraços.

Claudenor disse...

Abração cara...muito bem afeiçoado esse caro senhor huauhauhauha

Postar um comentário

Gostou do que viu? Então deixe seu comentário para nos dizer do que gostou. Críticas também são bem aceitas.